sexta-feira, maio 27, 2005

O Suave Milagre 82 - Oportunidades


Eu estava com pressa. Muita pressa. Desci os degraus da escada de dois em dois. Enquanto me aproximava da escada rolante vi pelo canto do olho uma senhora caminhando trôpega na minha direcção. "Era só o que me faltava, já estou atrasada e lá vem a velhota a querer conversa..." A minha expressão fechou-se e confiei que o ar apressado e antipático era o melhor escudo contra a possível abordagem. Nem por isso. A senhora agarrou o meu braço com tanta força que não tive hipótese. Ela olhou-me nos olhos e meio envergonhada pediu-me ajuda porque tinha medo de andar de escada rolante.

Senti-me corar profundamente. Lembrei-me da minha avó que tinha um medo igual. Senti saudades dela. Senti uma inusitada ternura pela senhora que pedia ajuda. Senti vergonha. Tudo ao mesmo tempo e com a mesma intensidade.

Apesar dela ter dito que só precisava de ajuda para o primeiro degrau, insisti em dar-lhe o braço até ao fim das escadas. Sorri-lhe, enquanto ouvia o som do metro que tinha acabado de perder. Segurei-lha na mão mesmo depois de sairmos do último degrau. "Obrigada, Deus lhe pague" foi a sua despedida.

Afastei-me a pensar em Ti. Se eu quero mesmo ser uma pessoa melhor Tens que me proporcionar as oportunidades, não é?

3 Comments:

Blogger Zecatelhado said...

Olá!
Agora estou em wwwlimite.blogspot.com

Aquele abração
SEMOG

8:00 da tarde  
Blogger Paz Kardo said...

E quando a oportunidade está lá e nós não a vemos?! Talvez não seja o caso... Excelente texto!!! Saudações Nómadas.
http://nomadasperdidos.blogspot.com

7:12 da tarde  
Blogger bolaxamaria said...

Estas coisas acontecem sempre quando temos que provar alguma coisa a nós mesmos... e quase sempre estamos errados.
É bom ver que estes pequenos "sinais" podem fazer de nós pessoas melhores :)

8:19 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home